Bahia Urgente

Bahia Urgente


Resultado da busca pela categoria "cultura"

III Concurso para Escritores Escolares de Poesia e Redação recebe mais de 500 inscrições

Quinta | 08.09.2016 | 15h03
Autor: Ascom / Cultura


(Foto: Divulgação)

A 3ª edição do Concurso para Escritores Escolares de Poesia e Redação bate recorde superando as edições de anos anteriores com a soma 582 inscrições computadas. Ao todo são 40 cidades participantes, distribuídas entre 15 Territórios de Identidade. O Concurso é uma iniciativa da Diretoria do Livro e da Leitura da Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA), e tem como objetivo principal a sensibilização de estudantes para o universo da escrita criativa.   Voltado para estudantes do Ensino Fundamental I e II, e Ensino Médio, cada candidato teve a oportunidade de se inscrever com obras inéditas - poema e/ou uma redação – ficcional. Por ora, as inscrições estão sendo validadas quanto à documentação exigida em regulamento, para seguir até a próxima fase, que é a avaliação dos conteúdos.  Com tema livre, o concurso teve divulgação ampliada este ano, por meio de campanhas nas Redes Sociais. Tendo alcançado mais de 235 mil usuários na Rede Facebook, vídeos com mensagens de apoio a esta 3ª edição protagonizados pela cantora Margareth Menezes, pelo o ator e humorista Chapolin, o repentista Bule-Bule – que doou 150 Cordeis ao Concurso -, a baixista da banda Scambo, Tatiana Trad e sua filha, Flora Trad e do professor da Rede Pública, Anderson Shon (que ano passado foi campeão de inscrições pelo Educandário Helita Vieira, onde leciona).

 

Gal, Xangai, Ilê e Caetano estão entre vencedores do Prêmio da Música Brasileira

Quinta | 23.06.2016 | 20h01


(Foto: Divulgação)

Após várias indicações (clique aqui), a Bahia saiu vencedora em seis delas na 27ª edição do Prêmio da Música Brasileira, cuja cerimônia foi realizada nesta quarta-feira (22), no Theatro Municipal, Rio de Janeiro. Na categoria MPB o estado levou três dos quatro prêmios: Melhor álbum, com “Dois Amigos, um século de música” de Caetano Veloso e Gilberto Gil; produtores Caetano Veloso e Gilberto Gil; Melhor cantor para Caetano, no mesmo álbum e Melhor cantora para Virginia Rodrigues (‘Mama Kalunga’). Na categoria Regional, Xangai foi o Melhor Cantor e o Ilê Aiyê (‘Bonito de se Ver’) o Melhor Grupo. Outro grande medalhão da cultura baiana, Gal Costa levou o prêmio de Melhor Cantora, na categoria Pop/rock/reggae/hip-hop/funk, por seu trabalho no disco “Estratosférica”. Confira a lista completa dos vencedores.

Editada por baianos, antologia de HQs ‘O Tiraço’ participa de festival na França

Quinta | 28.01.2016 | 07h01


(Foto: Divulgação)

A antologia de tiras em quadrinhos “O Tiraço”, publicada pelo selo editorial baiano RV Cultura e Arte, foi selecionada para integrar o Festival Internacional de Angouleme, realizado na França, desta quinta-feira (28) a domingo (30). Editado por Larissa Martina, Ilan Iglesias e Isabelle Felix, o projeto em formato de jornal, que concorre à categoria de Quadrinho Alternativo, contou com o traços de 30 artistas brasileiros, dentre eles os baianos Flávio Luiz e Bruno Aziz, além de grandes nomes do quadrinho nacional como Fernando Gonsales, Gustavo Duarte, Laudo, André Dahmer e Galvão Bertazzi. No festival, equivalente ao Cannes dos quadrinhos, o projeto baiano foi inscrito na única categoria que aceita material em idioma diferente do francês, contou Larissa Martina, que comemora o fato de participar, mas não tem muita pretensão de vencer. “Eu acho que é algo muito longe de acontecer. Tem muitos outros materiais igualmente interessantes. Como a gente não conhece, fica difícil se posicionar. O legal é o reconhecimento do projeto que a gente conseguiu fazer com dificuldade”, revela a editora-chefe e “O Tiraço”.  O projeto, que levou quatro meses de produção e foi contemplado pelo edital Arte em Toda Parte - Ano II, da Fundação Gregório de Mattos, foi distribuído gratuitamente nas escolas da rede municipal de ensino, em Salvador, com uma tiragem de 30 mil exemplares. Participaram da publicação os quadrinistas Analu Medeiros, André Dahmer, Beto Basso, Bianca Pinheiro, Bruno Aziz, Caetano Cury, Chicolam, Cris Peter, Davi Caramelo, Estevão Ribeiro, Fábio Coala, Fernando Gonsales, Flávio Luiz, Frédson Gonçalves, Galvão Bertazzi, Guilherme Borges, Guilherme Caldas, Gustavo Duarte, Hector Salas, Junião, Laudo, Marcelo Nepomuceno, Marco Oliveira, Omar Viñole, Roni Silva, Rose Araujo, Ruis, Samuel Casal, Venes Caitano e Will Leite.

Silêncio da mídia é maior que o barulho dos nordestinos

Segunda | 21.12.2015 | 12h02
Autor: Por Catarina de Angola


“Viemos aqui para dizer que o semiárido existe. Que nós existimos, que conquistamos direitos e que não vamos admitir nenhum direito a menos” (Ato Semiárido Vivo: Nenhum direito a menos, 17/11/15).A Articulação Semiárido Brasileiro (ASA), como um espaço de articulação política da sociedade civil organizada, nesses 16 anos de caminhada vem contribuindo para modificar a imagem estereotipada do semiárido – comumente associada ao gado morto e terra rachada – por uma imagem de uma região bela, forte, resiliente e cheia de potencialidades.

Ministro Juca Ferreira vê projeto que cria polo regional de produção cultural em Conquista e preserva obra de Glauber

Sexta | 02.10.2015 | 09h57
Autor: Joana D'Arck | Assessoria Parlamentar


O deputado Waldenor Pereira ao lado do ministro Juca Ferreira (Foto: Divulgação)

Na oportunidade da presença do ministro da Cultura, Juca Ferreira, na comissão geral do plenário da Câmara Federal, o deputado federal Waldenor Pereira, aproveitou para solicitar o apoio ao projeto Kaza Glauber - instituição para preservar parte da memória da história audiovisual brasileira, privilegiando a cinematografia nacional dos anos 50-80 e, em especial, a obra de Glauber Rocha, e incentivar a produção e difusão audiovisual.  A proposta vislumbra a constituição de um polo regional de produção cultural em Vitória da Conquista. A conversa com Juca Ferreira, que teve também a participação do secretário nacional de Recursos Audiovisuais, Pola Ribeiro, animou o deputado Waldenor, pela receptividade do cineasta e do ministro, ambos baianos, ao projeto Kaza Glauber. Tanto que o ministro convidou o deputado para detalhar o projeto, em seu gabinete. O parlamentar, inclusive, já encaminhou cópia da proposta elaborada pela Casa da Cultura de Vitória da Conquista, em parceria com a Prefeitura Municipal e a Universidade Estadual do Sudoeste. Conforme o projeto Kaza Glauber, o espaço cultural será implantado na casa onde viveu o cineasta, na Rua 2 de Julho, já que pretende articular a preservação da memória familiar dos Andrade Rocha com os traços da memória da cultura brasileira e da arte moderna que suscita tão fortemente a obra do cineasta mais reconhecido, nacional e internacionalmente, da história da cinematografia brasileira. Tanto do ponto de vista arquitetônico, quanto simbólico, o projeto prevê um espaço que busque a construção de uma atmosfera que seja próxima das linhas condutoras que nortearam o pensamento, a obra e a trajetória de Glauber Rocha. Será concebido ancorando-se em quatro eixos de atuação, que funcionarão de forma articulada: memória, formação, produção e difusão audiovisual.

Artistas homenageiam a mistura de ritmos da música baiana

Sábado | 26.09.2015 | 10h07


Mateus Aleluia canta Oração de Mãe Menininha, de Caymmi, e faz referência à matriz africana

Os ritmos africanos no século XIX; as mães de santo baianas que fizeram das suas casas no Rio de Janeiro o berço dos primeiros sambas gravados; e, mais tarde, a bossa nova de João Gilberto, o Tropicalismo e a mistura, incorporada pelos Novos Baianos e Raul Seixas, fizeram da Bahia difusora de movimentos que configuraram a música brasileira. Esse histórico que, ao longo dos anos, gerou pesquisas, debates e fincou de vez a raiz baiana na musicalidade brasileira, é homenageado no programa   Bahia - Do Samba Chula ao Samba Reggae, que será veiculado pela TV Bahia e emissoras afiliadas, neste sábado, 26, às 14 horas. Com cerca de 50 minutos e apresentado pela atriz Cyria Coentro, o programa é resultado de ideia de Sérgio Siqueira, que, ao lado do diretor artístico, Ricardo Bittencourt, coordenou o projeto. "Já vinha pensando nesse especial de música e quando surgiu a oportunidade convidamos  14 artistas baianos, escolhidos por nós, e discutimos o repertório. Cada um fez da sua forma, sem banda base ou arranjador fixo, preservando as particularidades", revela Siqueira.

‘Fazemos o que queremos, como podemos’, diz baiano vencedor do Festival de Montreal

Domingo | 13.09.2015 | 11h01


O cineasta baiano radicado em Curitiba, Aly Muritiba | Foto: Reprodução/Facebook

O cineasta Aly Muritiba nasceu em Mairi, na Bahia, em 1979, mas aos 17 anos mudou-se para Curitiba, onde vive até hoje e é responsável pela direção artística e produção do "Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba". O diretor, que já foi semi-finalista ao Oscar de 2013, na categoria de melhor curta-metragem em live-action, com “A Fábrica”, venceu recentemente o Festival de Cinema Mundial de Montreal, com o longa-metragem “Para Minha Amada Morta”, filme cuja estreia está prevista para março de 2016 e que estará na programação do Panorama Coisa de Cinema, em Salvador. A notícia do prêmio foi recebida esta semana, quando o artista esteve na Itália, durante a 72ª edição do Festival de Veneza, exibindo “Tarântula”, dirigido por ele e Marja Calafange. A produção integrou a mostra competitiva Horizonte, que acontece em paralelo à premiação principal e é destinada às novas tendências estéticas e expressivas do audiovisual. “Tarântula”, único curta brasileiro na grade do evento, foi confirmado em mais de 20 festivais no mundo, entre eles o Festival de San Sebastian, na Espanha; de Biarritz Amérique Latine e o Festival du Cinéma Lusophone et Francophone de Montpellier, na França; Encounters Short Film & Animation Festival, no Reino Unido; e Hamptons International Film Festival, nos EUA. Em entrevista ao Bahia Notícias, Muritba falou sobre sua mudança para o Paraná, sobre o cinema brasileiro e a cena baiana, sua participação em festivais internacionais e comentou ainda os rumores de uma possível extinção do Ministério da Cultura.

Compositor baiano faz música para garota do tempo do Jornal Nacional

Sexta | 29.05.2015 | 10h30


(Foto: Reprodução)

A ‘garota do tempo’ do Jornal Nacional (JN), Maria Júlia Coutinho, 37 anos, a Maju, inspirou a canção Tempo Firme, do cantor e compositor baiano Jarbas Bittencourt. Maria Júlia Coutinho é a primeira jornalista negra a apresentar a previsão do tempo na Globo.  De acordo com informações do Correio, para compor a canção, Jarbas, que também é diretor musical do Bando de Teatro Olodum, utilizou trechos da voz da jornalista. “Compus e gravei essa canção entre os dias 20 e 23 de maio, enquanto a chuva caía forte sobre a cidade de Salvador. “Maju, de uma forma geral, criou uma poética na área dela, na forma de dizer as coisas pra gente. Além de ser uma jornalista negra”, afirmou o músico. Empolgada, a ‘garota do tempo’ comentou sobre a homenagem nas redes sociais: “Ai ai ai ai ai, assim mata a Maju do coração”, escreveu. Ainda segundo o Correio, Jarbas disse que a jornalista entrou em contato com ele, emocionada com a homenagem: “Ela provocou uma admiração profunda em mim”.



Foto: TV Globo / Zé Paulo Cardeal

Record exibirá nova série de reportagens que explora belezas e curiosidades da Chapada Diamantina

Quarta | 06.05.2015 | 09h55
Autor: Mirian Neto I ConquistaUrgente


A Chapada Diamantina volta a ser destaque nacional | FOTO: Reprodução/Setur

A Chapada Diamantina estará mais uma vez em evidência na tevê. A Rede Record iniciou uma série de reportagens sobre a região. As imagens surpreendem até mesmo quem vive no local. A série foi denominada pela emissora de ‘Chapada dos Diamantes’, e será exibida no Jornal da Record, sempre das 21h30 até as 22h30, de segunda a sábado. A equipe de filmagem percorre a vasta área que foi muito explorada ao longo da história e, agora, é rota certa de aventureiros e turistas. *com informações do Jornal da Chapada.

Brumado realiza o I Torneio de Pesca Esportiva e Combate à Pesca Predatória

Quarta | 22.04.2015 | 11h52
Autor: Wilma Santana / Brumado Urgente


Foto Brumado Urgente

O I Torneio de Pesca Esportiva e Combate à Pesca Predatória foi realizado na Barragem do Rio do Antônio, trecho que margeia o anel rodoviário da BR – 030. O torneio consiste na pesca esportiva, em que os peixes pescados são mantidos vivos e após a pesca são lançados de volta ao rio. A competição contou com a presença de 70 pescadores da cidade e de munícipios vizinhos. Com o objetivo de incentivar os competidores, o torneio premiou o menor e maior peixe, bem como a quantidade e pesagem de grupo. As categorias de barco, barranco e mirim foram premiadas. Sendo que a modalidade mirim objetivava o incentivo às crianças.

O evento além de promover lazer e entretenimento, funcionou como um protesto contra a pesca predatória e o despejo de lixo que podem destruir o local. Desta forma, o evento visava ainda, chamar a atenção das autoridades para possíveis formas de utilizar o rio sem prejudicá-lo.

Ao final do evento, a coordenação já lançou projeto para os próximos torneios. Logo após  foi oferecida uma feijoada e as equipes foram premiadas.